Os conhecimentos e os setores estratégicos de excelência

A economia do território de Metz é caracterizada por vários setores estratégicos de excelência: 

“Art & Tech”

 Este é o marcador identitário da metrópole de Metz, com as confluências das Artes (Centro Pompidou-Metz, Cité Musicale de Metz, Museu Cour d’or, Opéra-Théâtre...) e a Tecnologia (Tiers-lieu Bliiiida, Campus Tecnológico Europeu, Métropole French Tech East, Festival Constellations). 

Por trás desta especialização “Art & Tech”, a metrópole promove a sua excelência nas seguintes áreas:

  • Tecnologia e inovação, no centro do campus tecnológico europeu, o ecossistema French Tech e o saber-fazer das grandes empresas locais (Groupe PSA, ThyssenKrupp, Usines Claas, etc.).
  • Digital, a metrópole acompanha o seu desenvolvimento e as suas utilizações, recorrendo, nomeadamente, ao ecossistema da start-up LORnTECH e ao seu edifício totem o tiers-lieu BLIIIDA, que estão no centro da estratégia digital.
  • Industrias criativas e culturais (os bens, os serviços e as atividades têm um conteúdo cultural, artístico ou relacionado com o património), este é um setor forte com 2600 postos de trabalho, apoiado pelas instalações culturais de Metz, associações, empresas ou o tiers-lieu BLIIIDA. 
  • Arquitetura, os 3000 anos de história marcaram profundamente o território de Metz, que foi sendo embelezado pela obras de arquitetos contemporâneos (Shigeru Ban, Jean-Michel Wilmotte, Portzamparc, Paul Chemetov, Nicolas Michelin e brevemente Philippe Starck).


Os materiais e a sua transformação

Simbolizado pelo “Vale dos Materiais e Processos“, este setor é constituído por 1200 empresas, 54 000 postos de trabalho e um volume de negócios de mais de 10 biliões de euros.  Metz contém trunfos valiosos que são o resultado da presença de um ecossistema académico e tecnológico no seu território, que representa, na área em questão, uma força de formação, engenharia e de perícia considerável, articulada em torno do Pólo de Competitividade de Materalia. Este pólo, com sede no centro do Campus Tecnológico de Metz Métropole, é o líder da inovação colaborativa em Materiais e Processos, representado por 140 membros industriais e académicos e 200 000 postos de emprego.


A agricultura periurbana

A agricultura é uma das áreas predominantes em Metz Métropole, sendo que quase metade do seu território é composto por superfícies agrícolas utilizadas. Com um conjunto de 20 comunas com menos de 1000 habitantes, a agricultura de Metz Métropole é marcada pela policultura e a pecuária, como o departamento de Moselle, mas também por menores produções de horticultura, arboricultura, viticultura (AOC Vinhos de Moselle), ou horticultura.  Atualmente, os 170 agricultores aplicam a sua perícia em Metz Métropole, fazendo parte de um setor com 2000 postos de trabalho e a presença de um espace-test agricole [área de testes agrícola], que cria, por exemplo, incubadoras de base rural. 

A logística

Este setor com 7600 postos de trabalho, organiza-se à volta de zonas de atividades ou instalações como o Porto de Metz, o primeiro porto fluvial cerealífero de França. Vinte anos após a implementação do segundo armazém  do IKEA, a construção da plataforma logística da Amazon, que está a decorrer num antigo terreno militar (Plateau de Fescaty), veio reforçar as atividades logísticas do território de Metz. 

Há outros setores que também desempenham um papel fundamental na área metropolitana: a saúde (nomeadamente os materiais de saúde e a silver economy); as energias renováveis; a indústria automobilística (as áreas de especialização apoiam-se muito na investigação dos materiais e processos do território de Metz) e outros setores mais tradicionais como o Comércio e o Artesanato de proximidade que contribui bastante para a qualidade de vida e a capacidade de atração da metrópole.